Got My Cursor @ 123Cursors.com
MEU ANIMAL AMIGO: REMÉDIOS CASEIROS PARA CÃES

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

REMÉDIOS CASEIROS PARA CÃES

Introdução
Há muita coisa que você pode fazer pelo seu cão com os primeiros socorros caseiros. Não queira rivalizar com o veterinário em experiência - e nem tente. Algumas vezes, um cão doente precisa ir ao veterinário. Mas, um conhecimento amplo das doenças de cães e seus sintomas mais comuns tornará você um melhor dono de cão e pode significar uma vida mais longa e feliz para seu cachorro. Neste artigo, veremos vários tópicos relativos a cuidados com cães.
• Avaliação da saúde de seu cão
Por diversas razões, é útil saber avaliar a saúde de seu cão. Seu cão doente deve ser levado ao veterinário? Ou é algo que pode ser feito em casa? Nesta seção, oferecemos uma lista básica de exames que você pode fazer em seu cão e que vão ajudá-lo a reconhecer as enfermidades mais comuns e como tratá-las ou quando levar ao veterinário. Por exemplo, ensinaremos como examinar os olhos, as orelhas e a boca do cão. Todos os donos de cães devem se familiarizar com estas informações.
• Cães com pulgas
Pulgas são um problema comum em cães e é fácil de saber o porquê. Elas pulam facilmente de um cão para outro. E é aí que começa o problema. Pulgas são sugadoras de sangue, de modo que podem ser prejudiciais para a pele dos cães. Em alguns casos, as pulgas podem causar infecções bacterianas nocivas. Saber como tratar de um cão com pulgas é de fundamental importância. Esta página oferece algumas informações sobre pulgas, incluindo como livrar seu cão das pulgas sem apelar para produtos químicos.
• Cães afetados pelo capim rabo-de-raposa
A rabo-de-raposa é um tipo de capim que tem cerdas aguçadas no topo. A rabo-de-raposa pode facilmente grudar na pelagem de um cão e então perfurar a pele do animal. Esses ferimentos podem provocar infecções perigosas. O que fazer? Após seu cão ter feito um passeio externo, examine a pelagem. Se encontrar uma rabo-de-raposa, retire imediatamente. Se você não conseguir removê-la, leve o cão ao veterinário. Siga nossas instruções para lidar com essa ameaça espinhenta.
• Cães com sarna
A sarna designa uma ampla gama de ácaros que podem infestar a pelagem de seu cão e provocar danos. A melhor maneira de tratar a sarna é evitá-la totalmente. Isso pode ser feito com banhos e escovações freqüentes. Algumas vezes, os ácaros da sarna se instalam na pele de seu cão, não importa o que você faça. Esta seção explica como livrar seu cão da sarna.
• Cães com excesso de peso
A obesidade é um problema de saúde para seres humanosm e para os cães não é diferente. Os cães também podem engordar, especialmente cães idosos que se movimentam menos. Nesta seção, explicaremos como descobrir se seu cão está acima do peso. Caso esteja, damos algumas dicas sobre como exercitá-lo regularmente e como resistir ao impulso de dar comida em excesso. Os conselhos desta seção podem ajudar a assegurar que seu cão terá uma vida mais feliz, mais saudável e mais longa.
• Cães afetados por espinhos de ouriço
É pouco provável que em um cãozinho de estimação sejam encontrados ouriços, mas cães com muita atividade externa podem ter. E alguns cães nunca aprendem como evitar ouriços, mesmo depois de uma experiência dolorosa. Se o seu cão não consegue ficar longe dos ouriços, você precisa aprender como removê-los. Veja como extrair espinhos de ouriço ou reconhecer quando é hora de levar o cão para tratamento veterinário.
• Cães com ferimento nas patas
Depois de um longo dia andando, seus pés doem. Acredite, cães também machucam os pés, especialmente cães que adoram correr e brincar. Apesar das patas serem resistentes, elas são suscetíveis a arranhões, queimaduras e muito mais. Veja como tratar de seu cão se essa situação acontecer.
• Cães com queimaduras solares
Até os cães estão sujeitos a queimaduras solares, especialmente aqueles com pelagem curta que ficam ao sol com o abdômen exposto. Nós simplesmente aplicamos uma camada de protetor solar para nos protegermos do sol e o mesmo pode ser feito com cães. Mas assegure-se de que ele não lamba a loção. Há maneiras de remediar queimaduras solares em cães e de impedir que ocorram enfermidades. Saiba como nessa seção.
• Cães afetados por vermes
Os vermes são prejudiciais ao seu cão. Ainda que diferentes tipos de vermes exijam diferentes tipos de tratamento, geralmente a doença pode ser tratada com remédios. Leia esta seção para conhecer os detalhes sobre como reconhecer e tratar verminoses em cães.
• Como cuidar de um cão doente
Não importa a doença, você fará de tudo para acelerar a recuperação de seu cão. Há muita coisa que você pode fazer em casa. Nem sempre é necessário levar seu cão ao veterinário quando ele estiver abatido. Damos instruções para recuperar a saúde de seu cão em sua própria casa.

4 comentários:

  1. minha cachorra tava com pulgas mais ja acabei com elas so que em consequencia disso ela ficou
    com as patas cheia de bichoS de pé e eu furei os bichos, mais ela mordeu as patas por que estavan cosando e feriu, e agora ela não ta nem conseguindo andar porque esta muito machucada preciso de um bom remedio cecatrizante para ajudar o minha cachorra que esta sofrendo muito OBRIGADA

    ResponderExcluir
  2. Meu cachorra pegou sarna.E eu estou gravida e em mim axo que passou também. Será que tem algum remdeio pra caseiro pra curar a sarna no meu bichinho não quero devolve-lá no abrigo me apeguei demais a ela é tão linda. Só de pensar em dar ela embora eu choro o que faço?.

    Muito OBRIGADO.

    ResponderExcluir
  3. MINHA CADELINHA ESTA COM UMA VERME QUI A FAS CAGA SANGUI O QUI EU FASSO E A TESSEIRA CACHORINHA QUI FICA DO ENTI POR CAUZA DISSO MAIS AINDA NAO MOREL MI AJUD ESTOU DEZESPERADA

    ResponderExcluir
  4. UTILIDADE PÚBLICA - Tratamento para bicho de pé em cães (pode ser para gente também!)

    A solução que encontrei foi extrato de própolis (extrato seco mínimo 11% - essa é só uma referência da concentração, pois o mesmo é em estado líquido), que pode ser encontrado em qualquer farmácia.
    Usei uma gota em cada ponto de infestação, quatro vezes ao dia, por cinco dias seguidos. É um tratamento menos agressivo é muito mais fácil de curar, pois não deixa feridas abertas, como no caso da extração por agulhas. Os pontos vão secando, assim como toda a ova do entorno, e na medida que vai secando, o própolis ajuda a cicatrizar a ferida por dentro, de modo que quando o bicho de pé e sua ova caem, a pele já está formada.
    Tive esse problema com uma cadelinha que adotei, a Minina. Suas patinhas estavam infestadas e a extração dos parasitas com agulhas iria ser muito doloroso. Além da grande possibilidade de perder parte das almofadinhas das patas, também pensei no tratamento das feridas após o procedimento, que seria muito complicado. Pesquisando na internet, encontrei essa solução, que prontamente passei a segui-la. No segundo dia desta terapêutica, já tinha um resultado bastante significativo. Por onde pesquisei, o tratamento sugerido foi o uso quatro vezes por dia, durante três dias, como Minina estava muito infestada, prolonguei por mais dois dias. O resultado foi muito positivo e sem traumas para ela e para mim também, o courinho das almofadas das patinhas renovado e sem cicatrizes!
    Fica a dica e boa sorte!

    ResponderExcluir