Got My Cursor @ 123Cursors.com
MEU ANIMAL AMIGO: A MARCANTE PRESENÇA DOS ANIMAIS NA SOCIEDADE

terça-feira, 3 de março de 2009

A MARCANTE PRESENÇA DOS ANIMAIS NA SOCIEDADE




Desde os mais remotos tempos, os animais tem contribuido de alguma forma para que os homens possam construir um mundo melhor.Muitas das civilizações utilizaram os cavalos como meio de transportes, os gatos para proteger os celeiros dos ratos, os bois para arar as terras para o plantio, os pombos correio na comunicação a longa distância e os cães no auxílio á guarda das propriedades, permitindo o desenvolvimento econômico e cultural dos povos.


Certas raças de cães são muito utilizadas a serviço da sociedade.


O husky siberiano e o samoieda puxam os trenós, o pastor e o rottweiler trabalham com a polícia para combater o crime, o springer spaniel identifica explosivo e entorpecente em aeroportos. O labrador salva pessoas afogadas e são treinados para servir de guia para os cegos. O São Bernardo auxilia na procura de pessoas soterradas em avalanches .


No Centro de Detenção Provisória de Suzano (SP), os cães, as galinhas, os carneiros e os gansos fazem o reforço na segurança, além dos mecanismos eletrônicos tradicionais, como câmeras e aparelhos de Raio-X para evitar que presos escapem.A iniciativa se deve ao fato, de que estes animais possuem uma audição mais apurada e podem notar qualquer barulho a distancia.


Um convênio inédito entre o Ibama e a Penitenciária Orlando Brando Filinto, em Iaras (SP), permitiu que cerca de 30 presos em regime semi-aberto aprendessem a manejar emas e capivaras em uma área contígua ao presídio. O Projeto de Ressocialização pela Manutenção de Animais Silvestres é um desafio que visa incrementar o processo de humanização do presídioCom todos os avanços da ciência, o convívio com os animais , é ainda considerado um dos melhores recursos terapêuticos. Até na reabilitação os animais de estimação fazem um bem enorme ao ser humano. São o melhor remédio para o corpo e para a alma, pois fazem com que os seus donos não se sintam tão sozinhos e lhes dão mais segurança.


Há registros no mundo de vários casos de pessoas que superaram a depressão devido ao convívio com eles. Além disso estudos científicos comprovam que a chance de sobreviver a um enfarte é quatro vezes maior para quem tem um animal em casa comparado a quem vive só. Também no trabalho de reabilitação de pessoas portadoras de deficiência, podemos contar com habilidade e as características de alguns animais.


Um dos animais que pode garantir bons resultados é o cavalo. O condutor, juntamente com a fisioterapeuta e o terapeuta de apoio, formam uma equipe de tratamento complementar chamada hippoterapia, que é indicada para o tratamento de vários tipos de patologia, como paralisia cerebral, traumatismo crânio-encefálico, acidente vascular cerebral, síndrome de Down, esclerose múltipla, enfim, qualquer problema relacionado ao sistema central.


O ritmo mais indicado para a terapia é o passo, pois é através dele que o cavalo pode transmitir ao paciente o balanço antero-posterior, o lateral e o vertical, semelhante à ação de pelve humana durante a marcha. Além dos benefícios físicos, a terapia com cavalos estimula a orientação espacial, a auto-estimula e o poder de concentração.


O cão-guia é treinado para conduzir com segurança as pessoas deficientes visuais em qualquer local, sendo capaz de parar no meio fio das calçadas, nos obstáculos, inclusive em desníveis e buracos no pavimento, em estradas, etc. A comunicação entre o cão e seu dono se dá através de uma coleira especial que permite o reconhecimento do cão, quando ele muda de direção para evitar um acidente ou quando diminui a velocidade num local de maior cuidado.


O cão deve saber analisar o espaço que ele e seu dono ocupam para agir corretamente. Estes e outros animais, aliados à profissionais de reabilitação especializados, podem trazer muitos benefícios para crianças e adultos com deficiências físicas, sensoriais e emocionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário