Got My Cursor @ 123Cursors.com
MEU ANIMAL AMIGO: TESTE DO COMPORTAMENTO DE FILHOTES

sábado, 10 de janeiro de 2009

TESTE DO COMPORTAMENTO DE FILHOTES




A escolha de um filhote deveria ser feita com cuidado. Na maioria das vezes o futuro proprietário segue impulsos, desejos ou sonhos que, muitas vezes, no futuro, acabam tornando-se pesadelos. A maior freqüência de problemas comportamentais diz respeito a agressividade canina. Ainda que a agressividade tenha diversas causas na maioria das vezes o problema poderia ter sido evitado por uma escolha e orientação bem feita. Faz parte da responsabilidade de todas as pessoas envolvidas na criação, comercialização, orientação, adestramento e tratamento de cães, auxiliar o futuro proprietário a escolher o animal mais adequado para si. Além dos aspectos estéticos, de constituição e saúde, é fundamental determinar, ainda que aproximadamente, quais serão as tendências comportamentais ou de temperamento do filhote. Fatores como:

Disponibilidade de espaço
Disponibilidade de tempo, atenção e cuidados ao cão
Paciência
Capacidades ou limitações físicas
Características da família a que o filhote será agregado.
Idade dos futuros proprietários
Nível econômico
Estas caracter[isticas devem ser levadas em conta na hora de se escolher um cão. Alem disso aspectos relacionados ao cão em si são fundamentais.
Raça: temperamento, nível de atividade, necessidades básicas.
Sexo: informações sobre as características sexuais e reprodutivas são fundamentais.
Características individuais : temperamento, necessidades básicas

A partir da caracterização do filhote orienta-se o proprietário quanto as tendências comportamentais da raça e do indivíduo que se adquiriu. Deve-se fornecer informações sobre padrões comportamentais, necessidades, responsabilidades, cuidados e especialmente informações sobre a forma como o cão aprende. A técnica de educar e ensinar um animal é bastante simples mas deverá ser sempre orientada e supervisionada por um profissional competente. Quando se trata de se determinar tendências individuais, testes de temperamento podem auxiliar na escolha do filhote . A seguir apresentamos 2 testes muito usados. A aplicação destes testes pode ser feita a partir de 7 semanas de idade e convém ser repetida quando o filhote estiver com 12 semanas. O resultado deste teste pode variar segundo a pessoa que o aplica e com o ambiente em que ele é realizado. Se você se sentir inseguro quanto as respostas obtidas peça a outra pessoa realiza-lo em outro dia. Este teste pode ser impresso para facilitar sua aplicação.
Comportamento NOTA
1
ATRAÇÃO SOCIAL - assinale apenas um
Vem imediatamente, rabo levantado, pula, morde mãos 1
Vem imediatamente, rabo levantado, empurra com patas, lambe mãos 2
Vem diretamente, rabo levantado 3
Vem diretamente, rabo baixo 4
Vem com hesitação, rabo baixo 5
Não vem 6
2
Desejo de acompanhar - assinale apenas um
Acompanha prontamente rabo levantado, entre pés e morde pés 1
Acompanha prontamente rabo levantado, entre pés 2
Acompanha prontamente rabo levantado 3
Acompanha prontamente rabo baixo 4
Não acompanha ou vai por conta própria 5
3
Dominância por sujeição (30s) - assinale apenas um
Debate-se ferozmente, investe com patas, rosna/morde 1
Debate-se ferozmente, investe com patas 2
Acalma-se, debate-se, acalma-se com contato visual 3
Debate-se, depois acalma 4
Sem debate 5
Sem debate, esforça-se para evitar contato visual 6
4
DOMINÂNCIA SOCIAL (30s) - Assinale apenas um
Pula, empurra com patas, morde, rosna 1
Pula, empurra com patas 2
Se aninha no examinador, tenta lamber o rosto 3
Tenta se desvencilhar, lambe mãos 4
Vira de Barriga para cima, lambe mãos 5
Afasta-se e permanece afastado 6
5
DOMINÂNCIA POR ELEVAÇÃO( 30s) assinale apenas um
Debate-se ferozmente, morde ou rosna 1
Debate-se o tempo todo 2
Sem debater, relaxado 3
Debate-se. acalma, lambe 4
Sem debater, lambe mãos 5
Sem debater, congela 6


Totais dominância : Quantas vezes você assinalou cada uma das notas
Teste de obediência
Busca de objetos : mostre um papel amassado ao filhote. Quando você perceber que ele o viu, arremesse-o na frente dele, a uma curta distância
Sensibilidade ao toque : Pegue uma das patas anteriores e pressione com intensidade crescente a membrana interdigital até obter uma resposta, enquanto você conta até 10. Pare assim que o filhote queira se desvencilhar ou mostrar desconforto.
Sensibilidade sonora : Coloque o filhote no centro do ambiente de teste. Produza (você ou seu assistente) um barulho forte a mais ou menos 1,5 m de distância. Você pode usar bater com uma colher de metal em uma panela de metal.
Sensibilidade visual : Coloque o filhote no centro do ambiente de teste. Amarre uma toalha com barbante e puxe-a pelo chão a uma distância de mais ou menos 1,5 m do filhote.
1
BUSCA DE OBJETOS Nota
Persegue objeto, apanha objeto e foge 1
Persegue objeto, de pé sobre o objeto, não volta 2
Persegue objeto e volta com o objeto para o examinador 3
Começa a perseguir objeto, perde o interesse 4
Não persegue objeto 5
2
Sensibilidade ao toque (Contagem segundos)
8 - 10 seg. Antes de responder 1
6 - 7 seg. Antes de responder 2
5 - 6 seg. Antes de responder 3
2 - 4 seg. Antes de responder 4
1 - 2 seg. Antes de responder 5
Sem resposta 6
3
SENSIBILIDADE SONORA
Ouve, localiza o som, vai em direção a ele, latindo 1
Ouve, localiza o som, late 2
Ouve, localiza o som, mostra curiosidade, anda em direção ao som 3
Ouve, localiza o som 4
encolhe-se, afasta de ré, esconde 5
Ignora o som, sem curiosidade 6
4
SENSIBILIDADE VISUAL
Olha o objeto, ataca e morde 1
Olha, late, rabo para cima 2
Olha com curiosidade, tenta investigar 3
Olha, late, rabo entre as pernas 4
Foge, se esconde 5
Ignora o objeto 6
Totais obediência :Quantas vezes você assinalou cada uma das notas ? As notas de 1 a 6 significam:

1 dominante agressivo
2 dominante
3 equilibrado
4 submisso adaptado
5 extremamente submisso
6 independente
Resultados
Predominância de 1, combinado com 1 ou 2 em sensibilidade ao toque: Este filhote é extremamente dominante e mostra tendências agressivas. Pode morder. Não é indicado como primeiro cão, nem para uma família com crianças pequenas ou idosas e nem para uma pessoa muito tranqüila e dócil Seu dono deverá ser adulto, experiente e saber educá-lo com firmeza, mas sem agressividade para não deixá-lo ainda mais agressivo. O cão poderá se tornar um bom companheiro e prestar bons serviços, mas há também a possibilidade de que venha ser difícil de controlá-lo
Predominância de 2 : O filhote tende a ser extrovertido e dominante. Não é indicado como primeiro cão nem para uma família com crianças pequenas, embora sirva para crianças mais velhas. Será um bom cão de trabalho para um dono experiente.
Predominância de 3 : É um cão relativamente equilibrado. Serve para a maioria das pessoas, se adapta a maioria das situações. Serve para a família com crianças pequenas, aceita bem o treinamento, adequado para quem nunca teve um cão.
Predominância de 4 : É um cão submisso, que vai se enquadrar bem na maioria das casas. Talvez seja um pouco menos extrovertido e dinâmico do que aquele que obteve mais 3's. Dá-se bem com crianças e aceita bem o treinamento.
Predominância de 5 : É um animal muito submisso, que vai precisar muito reforço positivo e manuseio carinhoso, para aumentar sua autoconfiança. Não se adapta bem as mudanças, e precisa de um ambiente ordenado e estruturado. Assusta facilmente, leva tempo para se acostumar a situações novas. Não deve ser tratado com violência ou castigos severos.
Predominância de 6 : principalmente na rubrica dominância social, indica um cão de educação difícil, independente. Faz o que bem entende. Se além dos 6's houver 1 ou 2's tem-se um animal que poderá morder em situações de estresse. Não é indicado para crianças ou donos inexperientes. É um animal que pode não gostar de ser acarinhado ou ficar no colo. É um animal de relacionamento difícil, quer ele seja um cão de serviço ou apenas de companhia.


Mauro Lantzman ®


Bibliografia
Dehasse,J. & Buyser,C. 1995 Comportamento e educação do cão. Livraria Varela. São Paulo.
Campbell, W.E.1975. Behavior problems in dog Am. Vet. Publications, Inc.California.
Overall,K.L.1997 Clinical Behavioral Medicine For Small Animals. Mosby.Missouri

Nenhum comentário:

Postar um comentário