Got My Cursor @ 123Cursors.com
MEU ANIMAL AMIGO: POR QUE CASTRAR

domingo, 4 de janeiro de 2009

POR QUE CASTRAR

A superpopulação de cães e gatos é um problema que acontece em várias partes do mundo. Numa metrópole como São Paulo, essa questão atinge graves proporções. As conseqüências dessa situação são trágicas, tanto para os animais, quanto para a população humana, que enfrenta uma séria questão de saúde pública. Vale lembrar que a presença de cães e gatos soltos nas ruas pode provocar acidentes de trânsito, sujeira e a transmissão de doenças. Além disso, é vergonhoso constatar que, somente no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) do Município de São Paulo, são sacrificados milhares de animais todos os anos. Isso sem contar outros tantos milhares que morrem nas ruas, atropelados, submetidos a atos criminosos e cruéis ou vitimados por doenças (zoonoses). Oferecer aos animais uma condição de vida digna é nosso dever. E isso só se torna possível se todos tiverem acesso a um lar, onde lhes sejam dispensados os cuidados de que necessitam, o que inclui vacinas, alimentação adequada, assistência médica veterinária, etc.

A prática adotada atualmente na maior parte dos Centros de Controle de Zoonoses do Brasil - que consiste em apreender e matar os animais que andam pelas ruas - não soluciona de fato esse problema, pois não o ataca em sua raiz. Tenta-se eliminar as conseqüências sem ir à sua origem, à sua causa.
Com base nas experiências desenvolvidas em vários países, podemos constatar que existe uma solução eficaz e humanitária: o planejamento da natalidade animal. Esse processo engloba as seguintes ações:
● Programas de esterilização de animais, com atendimento à população carente.
● Programas continuados de conscientização e educação sobre posse responsável.
● Vontade política por parte dos órgãos competentes, que devem exercer seu papel e fazer com que as leis relacionadas à questão animal sejam efetivamente cumpridas.

O que é esterilização?

A cirurgia é feita sob anestesia geral, em alguns dias seu bichinho voltará a ter uma vida normal, correndo, brincando, dando-lhe muito amor e carinho. Nas fêmeas são retirados os ovários, trompas e útero e, nos machos, os testículos.
Benefícios da esterilização
Evitar crias indesejadas que resultarão em mais animais abandonados.
- As fêmeas não têm mais cio e nunca ficarão prenhas (grávidas). Pesquisas comprovam que os animais esterilizados têm menor chance de desenvolverem câncer de mama (nas fêmeas) e hiperplasia de próstata (nos machos).
- Os machos fogem menos para encontrar as fêmeas.
- Os machos urinam menos pelos cantos para demarcar seu território.
Quebrando preconceitos

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, fêmeas NÃO precisam ter seu primeiro cio ou primeira cria para serem esterilizadas. Ter cria não acrescenta saúde ao animal que poderá ter uma vida saudável sem nunca ter cruzado ou gerado filhotes.
A esterilização não deixa o animal gordo. O que engorda é a diminuição de exercícios, pois os animais deixam de fugir em busca de parceiros. Para evitar esse problema é muito simples: aumente a freqüência dos passeios com seu animal.
Os machos não perdem o comportamento de guarda após a cirurgia. Continuam bons companheiros e protetores de sua casa. Eles ficarão menos agressivos em relação a outros animais, pois não necessitarão disputar fêmeas.
Algumas pessoas querem aproveitar a gravidez da cadela ou da gata para ensinar sobre o “milagre” da vida para seus filhos. Isso seria muito bonito se houvessem lares responsáveis para todos os filhotes.
Nunca se esqueça que para cada filhotinho que nasce em sua casa, outro está sendo abandonado, sofrendo maus tratos pelas ruas ou mortos nos canis da prefeitura. Pense bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário