Got My Cursor @ 123Cursors.com
MEU ANIMAL AMIGO: NÓS JÁ FOMOS ANIMAIS

domingo, 9 de novembro de 2008

NÓS JÁ FOMOS ANIMAIS

Dizer que fomos animais não é uma colocação correta, pois não "fomos", mas "estivemos" animais, isto é, nós estagiamos naquelas fases mais primitivas, mas não fomos aqueles seres. Como comentamos anteriormente, corpos são instrumentos e não o próprio espírito. Nós como espíritos já estagiamos naquelas fases em corpos de animais. Do mesmo modo, os espíritos que estagiam na fase animal hoje serão futuramente espíritos a estagiar na fase humana.

Algumas pessoas se escandalizam com isso, mas não há motivo.
"Não há lacuna entre o reino animal e hominal". (Cairbar Schutel).

"Todos têm um mesmo ponto de partida; todos são criados simples
e ignorantes com igual aptidão para progredir. .. " (Gênese)

Mundos físicos como experiência

Desde que fomos criados como Princípio Inteligente, somos colocados em contato com o mundo físico com a finalidade de adquirir experiências nesta dimensão. Aqui conseguiremos manter contato com as mais diversas condições que não se encontram na dimensão espiritual.

Para nos manifestarmos, necessitamos de corpos físicos que nos facilitem a vivência destas experiências, eles servirão como instrumentos e vestimentas dos espíritos a estagiar no mundo físico.

Outros mundos

Quando Jesus disse que "Há muitas moradas na Casa do meu Pai", referia-se ao fato de existirem muitos mundos onde o espírito teria a oportunidade de estagiar e aprender novas experiências. Assim, a Terra nos provê em algumas necessidades evolutivas, mas não em todas. Os requisitos que não podem ser encontrados aqui têm a oportunidade em outros, pois, como o Universo é infinito, há infinitas moradas onde o espírito encontra as condições adequadas a sua evolução e aprendizado. Quando for necessário, retornará a este ou àquele.

Outros reinos, outras espécies

Do mesmo modo que há muitas moradas, ou muitos mundos, há também nestes mundos espécies animais ou corpos físicos diferentes dos que conhecemos aqui. Mesmo aqui no nosso planeta há espécies, que nem conhecemos, a serem descobertas. Do mesmo modo, os infinitos mundos oferecem infinitas oportunidades em uma infinidade de modelos corporais onde o espírito poderá reencarnar e continuar a sua escalada evolutiva. Nestes infinitos mundos há infinitas quantidades de espécies, raças, gêneros e reinos.

Aqui em nosso planeta, como comentamos, há os reinos dos minerais: das bactérias; dos protozoários; dos fungos; dos vegetais e dos animais, por onde o espírito faz seus diversos estágios, mas pelos infinitos mundos do universo há corpos de animais que nem fazemos idéia de como sejam, mas são de importância para nossa evolução.

Corpos físicos

Como comentamos, o espírito necessita obrigatoriamente de um corpo físico para se manifestar nesta dimensão física e para que isso ocorra é necessário que os arquitetos da espiritualidade providenciem os modelos corporais adequados a cada fase evolutiva que o espírito necessite. Sua evolução segue uma linha prevista e, para tanto, os corpos são também parte desta previsão de trajetória.

Para que ocorra a evolução que segue, então, um trajeto conhecido, é licito crer que os corpos necessários sejam também modelos pré-existentes acrescentados por vontade dos administradores desta evolução. Nada acontece por acaso.

Corpos pré-existentes

Os corpos são instrumentos de manifestação e evolução do espírito e como essa evolução é toda prevista, apenas são introduzidos os corpos no mundo onde o espírito se manifestará, porque já existe como modelo na espiritualidade. Os modelos são introduzidos no mundo através de mobilização dos genes pelos espíritos encarregados da evolução dos seres do planeta em questão. Os genes necessários são obtidos pela mobilização de certas moléculas (aqui na Terra são as que constituem o nosso DNA), conhecidas deles. Apenas manipulando-o, surgem as novas características físicas citadas por Darwin em sua teoria de evolução. Nenhum corpo se forma ao acaso.

"Tudo concorre para provar que houve criação simultânea e múltipla" " ... germinando simultaneamente em diferentes lugares".

"O corpo é envoltório e instrumento do espírito e, à medida que adquire novas aptidões, ele reveste um novo envoltório apropriado".

"Desde que o espírito nasce na vida espiritual. .. deve fazer uso de suas faculdades ... por isso ele reveste um envoltório corporal apropriado ao seu estado de infância intelectual que deixa de revestir um outro à medida que suas forças aumentam".

"Todas as almas têm a mesma origem, e são destinadas ao mesmo fim; a todos o Supremo Senhor proporciona os mesmos meios de progresso, a mesma luz, o mesmo Amor".

" O Princípio Inteligente, distinto do Princípio Material, se individualiza, se elabora em passando pelos diversos graus da animalidade; é aí que a alma ensaia para a vida e desenvolve suas primeiras faculdades pelo exercício; seria o tempo de incubação."

"A formação dos corpos inorgânicos, pois foi dela o primeiro degrau".

"A formação dos primeiros seres vivos pode-se deduzir, por analogia, da mesma lei segundo a qual se formaram e se formam todos os dias corpos inorgânicos".

Marcel Benedeti

Nenhum comentário:

Postar um comentário